top of page
Palavra pastoral
IMG_0828.JPEG
Contradições ...

Dia após dia a humanidade tem se mostrado mais contraditória no que diz respeito aos relacionamentos pessoais. Nunca se dependeu tanto uns dos outros para que a sobrevivência seja viabilizada. Entretanto, o individualismo exacerbado tem se revelado um destruidor das relações pessoais. Não poderia haver contradição maior: precisa-se do outro, mas valoriza-se o eu.

 

O desejo de galgar mais espaços; a necessidade de aprovação; a busca pelos objetivos traçados etc., levam as pessoas a usarem umas às outras, como apoio para a ascensão, sem se preocuparem com o resultado de suas atitudes egoístas.

   

É a velha prática dos ensinamentos de Maquiavel na qual “os fins justificam os meios”. Esquecem-se, porém, os adeptos dessa prática – e não são poucos – que ditas atitudes podem ferir e causar traumas de difícil reparação.

 

Até as religiões cristãs se digladiam em “guerras santas” a fim de barrarem o crescimento umas das outras, numa clara demonstração de inexistência de altruísmo.

 

Isto vai de encontro ao mandamento do Senhor Jesus de amar uns aos outros como Ele mesmo amou a todos. Ou seja, o exemplo maior de amor ao próximo é do próprio Jesus. Ele entregou a própria vida pela humanidade; abdicou de seus desejos para fazer a vontade do Pai a fim de que os outros fossem felizes; deixou um exemplo de convivência que, infelizmente, não tem sido seguido.

 

Por que isso tem ocorrido? Porque as pessoas se esquecem de que seus pares foram formados à imagem e semelhança de Deus. Neste ponto a contradição aumenta ainda mais: as pessoas se dizem cristãs, mas, em face do egoísmo que nelas grassa, desrespeitam os outros, ou seja, desrespeitam a própria imagem e semelhança de Deus.

 

É necessário que as pessoas entendam que para alcançarem seus objetivos, não precisam passar por cima umas das outras, pois Jesus cumpriu os Seus objetivos, na terra, respeitando a todos, inclusive, as crianças.

 

Espelhemo-nos nele, portanto.   

Seja abençoado.

Pr. Valter Vandilson Custódio de Brito

bottom of page